Design de Interiores: como escolher o revestimento ideal? - Ginkgo Design Studio
Design de Interiores

Design de Interiores:
como escolher o revestimento ideal?

By Abril 9, 2020 No Comments

A construção de uma casa ou remodelação de uma divisão é sempre um projecto extremamente gratificante para todos os intervenientes, uma vez que temos como que uma tela em branco na qual podemos criar os mais belos e fantásticos ambientes usando toda a nossa criatividade. Ainda assim pode representar um grande desafio quando temos que optar por uma infinidade de revestimentos, texturas e cores para criar o espaço ideal. A equipa de interiores da Ginkgo esteve a reunir alguns critérios que costuma utilizar nos seus projectos e deixa-vos aqui algumas dicas que vos serão úteis quando se depararem com este tipo de desafio.
Tudo depende da divisão na qual estamos a intervir, do conceito de decoração pretendido e até do gosto pessoal dos proprietários da casa. Há quem prefira optar por revestimentos mais simples e monocromáticos de modo a criar ambientes mais sóbrios, mas também há quem goste de apostar em cores vibrantes e texturas arrojadas em alguns detalhes da casa. Deve ainda haver uma preocupação com a manutenção desses revestimentos, pois alguns podem ser mais adequados para determinados espaços em detrimentos de outros.

HALL DE ENTRADA
O pavimento das zonas comuns deve ser o mesmo de modo a criar uma continuidade, conferindo maior amplitude aos espaços. Ainda assim no hall, por ser uma zona de passagem, podemos arrojar um pouco nos revestimentos das paredes, particularmente na parede de frente para a porta de entrada, utilizando um painel mural ou um revestimento 3D uma vez que é onde se cria a primeira impressão sobre a casa.

SALAS E ZONAS SOCIAIS
As zonas sociais, apesar de serem zonas que se pretendem bem decoradas, confortáveis e apelativas, deve criar-se um equilíbrio entre uma zona de maior destaque e os restantes acabamentos mais sóbrios. Essa parede de destaque, que não deverá ser a parede da televisão, de modo a não se tornar incómodo, podemos utilizar uma cor mais forte, um revestimentos 3D, um painel mural ou até um papel de parede. Nas restantes paredes e pavimentos podemos optar por tons mais naturais ou neutros de modo a não entrar em conflito com a decoração e essa zona de destaque. Deste modo, é possível criar um ambiente único, com pontos de interesse, ainda assim equilibrado e confortável.

WC
O wc social é uma excelente zona para deixar a criatividade fluir. É uma divisão que, à semelhança do hall de entrada, cria um impacto visual nos seus convidados e pode aproveitar para arrojar bastante. Aconselham-se texturas, materiais e formas diferentes, pois é um espaço onde as pessoas passam pouco tempo e não correm o risco de se cansar. Pode optar pelas pastilhas se pretender um visual mais artístico ou um mármore com detalhes de preto e dourado se pretender um ambiente elegante e sofisticado. Ainda assim deve optar por materiais de fácil manutenção e limpeza pois é uma zona onde há maior contacto com água e salpicos.

COZINHA
Nesta divisão, deve ter-se em conta que é uma zona onde há maior contacto com a água, gordura no manuseamento e confecção dos alimentos. Deste modo, devem ser utilizados materiais de fácil manutenção e limpeza. Ainda assim, as cores claras, dão maior sensação de luz e limpeza às superfícies, podendo ainda ser combinadas com um revestimento dinâmico e vibrante na parede de destaque da cozinha de modo a dar-lhe vida e carisma.

QUARTOS
Os quartos são divisões onde se pretende uma mistura equilibrada entre conforto, beleza e bem estar. Neste sentido devem ser utilizadas cores pastel, mais calmantes e materiais confortáveis, como as madeiras e os têxteis. É aconselhado um pavimento preferencialmente em madeira e nas paredes a utilização de estuque pintado com uma cor suave e papel de parede.

EXTERIOR
No exterior é preciso ter em conta a exposição que os materiais terão às intempéries, bem como o escoamento de águas, evitando a aquaplanagem. Deste modo, deve-se optar por materiais resistentes e com características antiderrapantes, como é o caso dos pavimentos porcelânicos. No que diz respeito aos revestimentos para além da tinta hidrófuga que deverá ser de cor sóbria, pode-se optar pelo uso de fenólico que permite formas geométricas interessantes conferindo um toque de sofisticação à sua fachada.

PISCINAS
Nas piscinas, o mais adequado é o uso de pastilha, preferencialmente com um tom natural dentro dos azuis aqua, pois conferem um toque apelativo e vibrante à sua piscina, podendo ainda criar desenhos com as mesmas. Na zona envolvente um pavimento antiderrapante é fundamental, sendo muito comum a utilização de deck devido às suas características ideais para esta zona em particular.


O serviço de Design de Interiores da Ginkgo seleciona os revestimentos com base nos factores acima referidos, adaptando sempre ao espaço em questão e ao gosto e necessidades de cada cliente.

Na loja Álvaro Covelo & Pinto é possível encontrar os mais variados revestimentos, parceiro com o qual trabalhamos para encontrar a solução ideal para os nossos clientes.

Gostaria de ter o revestimento ideal?

Contacte-nos!

Fontes:
visionnaire-home | revigres | stylecurator | i2 | lovetiles

 

 

Deixe o seu comentário